Publicado por: sdaviseu | 23 de Fevereiro de 2013

Despedida do pontificado será em Castel Gandolfo

Vaticano vai assegurar transmissão televisiva das celebrações de despedida de Bento XVI

O porta-voz do Vaticano confirmou que o último gesto público do pontificado de Bento XVI será a saudação à população na residência de Castel Gandolfo, arredores de Roma, na tarde de 28 de fevereiro.

“Prevê-se que [Bento XVI] saúde as pessoas que se reunirem na praça diante do palácio apostólico”, disse o padre Federico Lombardi, em conferência de imprensa, apresentado o programa público do Papa até ao final deste mês.

A partida em helicóptero para a residência pontifícia de Castel Gandolfo, onde Bento XVI vai permanecer durante cerca de dois meses, está marcada para as 17h00 de Roma (menos uma em Lisboa), com transmissão em direto no Centro Televisivo do Vaticano (CTV).

De acordo com o programa divulgado pelo diretor da sala de imprensa da Santa Sé, o Papa vai cumprimentar o seu secretário de Estado, cardeal Tarcisio Bertone, no pátio de São Dâmaso, seguindo depois para o heliporto do Vaticano, onde se despedirá do decano do colégio cardinalício, D. Angelo Sodano.

Bento XVI vai ser recebido em Castel Gandolfo pelo presidente e o secretário do governo do Estado da Cidade do Vaticano, respetivamente o cardeal Giuseppe Bertello e D. Giuseppe Sciacca, bem como pelo presidente do município e outras autoridades civis.

A saudação na varanda do palácio apostólico conclui este momento público, que antecede o final do pontificado, marcado para as 20h00 locais.

Na manhã do dia 28, o Papa vai encontrar-se e cumprimentar pessoalmente os cardeais que estiverem presentes em Roma, num encontro “não formal” na Sala Clementina do Palácio Apostólico, indicou o porta-voz do Vaticano.

Trata-se de uma “ocasião para um cumprimento pessoal”, sem que tenha havido “uma convocação” específica dos cardeais, que também vai ter transmissão em direto no CTV, ainda que não estejam previstos discursos.

Um dia antes, pelas 10h30, vai decorrer a última audiência geral, com o “esquema habitual”, incluindo uma passagem em papamóvel na Praça de São Pedro, onde o Vaticano espera “dezenas de milhares” de pessoas.

Bento XVI encontra-se a participar desde domingo numa semana de exercícios espirituais, com os seus mais diretos colaboradores, orientados pelo presidente do Conselho Pontifício da Cultura, cardeal Gianfranco Ravasi, que se conclui na manhã de sábado, às 09h00.

Giorgio Napolitano, presidente da Itália, vai encontrar-se depois “em privado” com Bento XVI, às 11h30 de Roma.

O último Angelus, no domingo, tem início marcado para o meio-dia (11h00 em Lisboa).

O novo diretor do CTV, monsenhor Dario Edoardo Viganò, considera que o final do pontificado “será um evento histórico” e anunciou que o mesmo vai ser acompanhado por 26 câmaras.

As transmissões ao vivo serão também difundidas através da internet, no ‘Vatican player’, em colaboração com a Rádio Vaticano, uma iniciativa que se estende até ao ‘fumo branco’ na chaminé da Capela Sistina que anunciará a eleição de um novo Papa.

OC | in agência ecclesia

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: