Publicado por: sdaviseu | 29 de Abril de 2013

Bispo quer aproximar Fátima dos jovens

D. António Marto aponta prioridades para a diocese depois de concluir visitas pastorais a todas as comunidades

O bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, revelou que “gostaria de ver reforçada uma ligação maior” do Santuário de Fátima aos jovens e à Pastoral Juvenil.

Em entrevista escrita à Agência ECCLESIA, o prelado faz o balanço das visitas pastorais que efetuou nos últimos cinco anos a todas as comunidades da diocese, tendo apontado os objetivos a atingir por parte dos profissionais e voluntários ao serviço da Igreja, a quem elogiou pela generosidade e qualidade de trabalho.

O santuário da Cova da Iria deve reforçar a componente “da caridade e de serviço”, ao mesmo tempo que se afirma “como um oásis espiritual” em que os peregrinos podem fazer “a experiência da beleza de Deus e do seu amor que salva”, acentua.

O centenário das aparições da Virgem Maria, que se assinala em 2017, vai constituir uma “celebração histórica” e uma “profecia”, sublinha D. António Marto, que quer “aprofundar” a “atualidade” e “riqueza” da espiritualidade da mensagem de Fátima.

O responsável pretende também que o santuário reforce os laços “com a Igreja universal, sobretudo com os países emergentes como o Brasil”.

“Foi impressionante conhecer de perto, ao vivo e demoradamente, todas as pessoas, as estruturas e o dinamismo que suportam a vida e a vitalidade quotidiana do santuário e a sua missão”, observa o prelado, que realça o “empenho, seriedade, competência e dedicação” dos profissionais.

Referindo-se às visitas pastorais, o bispo de Leiria-Fátima elogia a abnegação dos fiéis: “O que mais me impressionou foi encontrar uma Igreja viva, feita de pastores dedicados e de muitos homens e mulheres cheios de fé e de dedicação à comunidade cristã e aos outros, particularmente aos que mais sofrem e aos mais carenciados”.

Cada visita pastoral tinha três objetivos, explica D. António Marto: “Revitalizar a fé, reforçar os laços de comunhão e de corresponsabilidade e impulsionar à missão do testemunho cristão no mundo”.

O prelado teve “vários encontros com os diferentes grupos de cada comunidade e com as autarquias e as coletividades ou associações culturais, sociais e recreativas”, reuniões que manifestaram a “atitude de diálogo e serviço” que deve caracterizar a posição da “Igreja no mundo”.

“Procurei ir ao encontro de cada comunidade e viver aí, antes de mais, uma experiência de comunhão do bispo que se faz próximo e partilha as alegrias e os anseios dos irmãos”, à imagem dos apóstolos, aponta.

O Código de Direito Canónico impõe aos bispos a obrigação de visitarem toda a sua diocese pelo menos a cada cinco anos, determinação que em caso de necessidade pode ser satisfeita por bispo coadjutor ou auxiliar, ou ainda por um padre.

A visita deve abranger pessoas, instituições e lugares sagrados no limite da diocese, excetuando os institutos religiosos isentos pela legislação eclesiástica.

D. António Marto, que a 5 de maio completa 66 anos, tomou posse da Diocese de Leiria-Fátima a 24 de junho de 2006.

O santuário da Cova da Iria recebe a 4 e 5 de maio o ‘Fátima Jovem’, peregrinação anual organizada pelo Departamento Nacional da Pastoral Juvenil.

RJM | in agência ecclesia

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: