Quem Somos

Nós somos o SDAV – Serviço Diocesano de Acólitos de Viseu. Este Serviço tem como objectivo principal estabelecer uma actualização de informações e clarificar dúvidas que por vezes surgem na vivência deste Ministério. É um organismo constituído por um Responsável que coordena todos os “movimentos” do grupo e por um colaborador, que permite ao Responsável ter mais segurança e mais apoio nas decisões que toma em comunhão com o Secretariado Diocesano de Liturgia.

Responsável Diocesano:

  • Pedro Miguel (Paróquia do Coração de Jesus – Viseu)

Colaborador:

  • Hugo Pinto (Paróquia de Santa Maria de Tondela)

1ª Carta às Comunidades Paroquias:

“O Serviço Litúrgico é uma escola da vida e o Grupo de Acólitos é um viveiro de vocações…” (João Paulo II)

Caríssimos Párocos e/ou Responsáveis dos Grupos de Acólitos,

Estas palavras de João Paulo II demonstram de forma autêntica e expressiva a beleza do Ministério do Acólito. Um Ministério muitas vezes esquecido ou pouco visível aos nossos olhos, mas do mesmo modo, indispensável nas nossas Liturgias.

O desafio que nos tem vindo a ser colocado numa dimensão tripartida do nosso percurso pastoral, rumo ao Sínodo Diocesano, leva-nos a dirigir o Acolitado a ocupar um lugar de destaque, em conjunto com outros Ministérios e os quais, em plena comunhão, dão vida e excelência a esta Igreja peregrina: A Boa Nova torna-se árvore que dá fruto…

E é nesta perspectiva, que através do Secretariado Diocesano da Pastoral Litúrgica de Viseu, se apresenta o Serviço Diocesano de Acólitos de Viseu (SDAV), com o claro objectivo de contribuir para uma melhor percepção e dignificação do Ministério do Acólito. Assim, ainda neste Ano Pastoral, o SDAV destaca o seguinte:

1. A apresentação do nosso site na Internet; nele poder-se-á estabelecer uma actualização de informações e clarificar dúvidas que por vezes surgem na vivência deste Ministério.

2. Existência de um Plano de Formação Diocesano, com base nas linhas orientadoras do Serviço Nacional de Acólitos (SNA), o qual poderá ser concretizado por Zonas Pastorais; a proposta cinge-se numa formação intensiva, a qual estabelece limites etários (a partir dos 12 anos), durante três manhãs (fim-de-semana) e com 5 temas distintos (1º dia: A Igreja no Mundo Actual & A Comunidade Paroquial; 2º dia: A Liturgia – sentido e vivências & O Acólito e a Liturgia; 3º dia: O serviço do Altar – componente prática e com celebração da Eucaristia). O calendário para esta Formação será estabelecido para o início do próximo Ano Pastoral, com data a definir.

3. Peregrinação Nacional a Fátima no dia 01 de Maio; mais informações sobre este dia poderão ser encontradas no site do SDAV ou no site do SNA.

Eis que a nossa caminhada de reestruturação começa a dar os primeiros passos. Contamos com a vossa colaboração e participação! Segue, de igual forma, em anexo, uma ficha que deverá ser preenchida por cada Comunidade Paroquial, a fim de que o SDAV possa criar um ficheiro de dados sobre os Acólitos da Diocese e os seus respectivos responsáveis e contactos.

Termino deixando uma grande saudação na alegria de Cristo Ressuscitado,

Pedro Miguel, Responsável Diocesano do SDAV – Abril de 2010

Anúncios
%d bloggers like this: